sábado, agosto 12, 2017

Foto de Thales Antonio do grupo de teatro 702

Elenco, produtor executivo e fotografo e direção da peça INFERNO DAS HORAS em setembro dia 08 estreia no teatro Molière
foto de Thales Antonio
da direita para esquerda
Felipe Lima - Produtor executivo
Debora - Atriz
Queisy - Atriz
Cida - Atriz
Ronaldo - Ator e diretor
Rita - Atriz
Sara Lima - Atriz
Thales - Fotografo
E sentado Vick Nifertiti - Ator


INFERNO DAS HORAS

Convidamos você para assistir ao espetáculo INFERNO DAS HORAS do GRUPO DE TEATRO 702 que fará apresentação, no Teatro Moliére (Avenida Sete de Setembro, nº401 – ladeira da barra – corredor da vitória), de 8 a 30 de setembro (sextas e sábados), às 20h, texto de Fernando Pessoa e Jean Sartre Paul e direção e adaptação Ronaldo Braga.


VAMOS AO TEATRO! AGUARDAMOS VOCÊ!



ESPETÁCULO: INFERNO DAS HORAS
DATAS: 8 a 30 de setembro – Sextas e Sábados   HORA: 20h
LOCAL. Teatro Moliére – Aliança Francesa (Avenida Sete de Setembro, N 401, ladeira da barra)
CLASSIFICAÇÃO: 14 anos
DURAÇÃO: 80 minutos
CUSTO: Meia: R$ 15,00 e Inteira: R$ 30,00
DIREÇÃO: Ronaldo Braga
TEXTO: Fernando Pessoa, Jean Sartre Paul e Ronaldo Braga

SINOPSE

Uma adaptação feita por Ronaldo Braga dos textos Entre Quatro Paredes, de Jean Paul Sartre, O Marinheiro, de Fernando Pessoa e O Livro Bíblico de Jó.
Inferno das horas é a afirmação da vida com tudo de perigoso que há no complexo existir e desnuda angustias que, muitas vezes, resultam de razões que antecedem a própria existência. É o retrato da crueldade, não dos personagens, mas da vida, que nesta peça revela-se de forma crua e não religiosa, realçando uma realidade de fluxos e cortes onde a liberdade é a verdadeira busca. Com um desenrolar dividido em três realidades distintas, a peça Inferno das horas coloca os personagens de frente com sua própria existência, a cada cena os personagens percebem que, antes julgar ou ser julgado, condenar ou ser condenado pelo outro, é necessário confronto consigo mesmo, assumir seus erros e enfrentar estes cinzentos escombros, onde feridas não cicatrizadas ameaçam suas frágeis existências.
Superar uma vida de desprezo pelo outro é a única porta em busca do próprio perdão, uma vez que, a rigor, suas almas angustiadas não aceitam mais o acúmulo de culpas e simulacros: a vida pertence aos que se assumem.
Imagem inline 1

segunda-feira, junho 05, 2017

ELEIÇÃO DIRETA AGORA É CASUÍSMO NOJENTO

ELEIÇÃO DIRETA AGORA É CASUÍSMO NOJENTO

Entender a intenção dos que defendem diretas em um momento que eleição direta é mudar a constituição, uma vez que a constituição já determina o que fazer em se tratando de eleições, é de vital importância, para não se fazer uma coisa querendo outra. Vamos por parte. Mudar a constituição em cima de uma realidade que beneficia um partido é casuísmo e casuísmo nojento, depois, um dos argumentos é que o congresso não tem moral para eleger um presidente tampão, ora e tem para mudar a constituição?
Estamos diante de uma manobra que visa permitir que um réu em cinco processos e prestes ao sexto seja candidato antes da condenação em segunda instância que o tornaria um ficha suja, portanto, a manobra visa beneficiar um corrupto e não impedir que um congresso corrupto eleja o presidente.
Entender a dinâmica dos que defendem diretas é importante, para não ser engolido por uma ideologia que tem a mentira como base de sustentação, neste momento o PT que deseja a eleição direta a qualquer custo elege mais um presidente, para seu partido, investigado pela policia, aliás os dois concorrentes são investigados e seus codinomes são esclarecedores: Lindinho e Amante.,
O Brasil passa por uma conjuntura complexa e não cabe aqui soluções de aparência facilidade e sim, se entender todas as questões em toda sua abrangência e perceber que mudar constituição em eleições deve ser algo feito para a eleição mais a frente, pois se mudar a regra do jogo no meio do jogo é manobra de bandidos e nada mais.
Mas o povo não pode esperar?
Veja bem, quem diz isso governou o país por 14 anos e entregou um desemprego em massa, o mensalão,, o petrolão, fundos de pensão quebrados, Petrobras quebrada e endividada e um BNDES totalmente quebrado.
Então como o ´povo não pode esperar? O povo esperou 14 anos para poder respirar e deve agora ter a sabedoria de não entrar em barca furada esquerdista que só tem um desejo: dominar o país para destruir a democracia brasileira,destruindo as instituições do país.
Quem aceita ganhar um pouco agora para perder muito mais adiante, tem um cérebro afetado ou pensa que os outros são doentes mentais.
Eleição direta sim, mas para a próxima eleição.
Uma pergunta
Por que a esquerda não mudou esta lei da constituição nestes 14 anos em que esteve no poder?
Ronaldo Braga

sexta-feira, maio 12, 2017

Atrás dos Muros

Teatro Mata burros apresenta
Atrás dos Muros
DIREÇÃO Ronaldo Braga
Foto Manolo



Da esquerda para a direita:
Marcos Araújo
Junior
Jones
Benedito (Lucas)
Janice
Lanny
Laís
Liamar
Queyse
Patricia
Menik
Deina
Ismênia
Rosana