quinta-feira, setembro 08, 2016

A arrogancia é o terror da política

A política se torna um perigo, quando praticada por arrogantes, pessoas que acreditam em suas teses sem nenhuma busca de verificação, de critica, vai afirmando seu pensamento e se escondendo naqueles autores e pensadores que pensam o mesmo, e não prestam atenção aos que defendem teses distintas, contrárias ou não. Quando acontece este fato, de olhar somente para seu próprio umbigo, o perigo se instala e tal fato só acontece com arrogantes, gente ditadora, que não consegue avaliar os fatos como eles são, mas pelo contrário, afirmam suas crenças independente de qualquer conjuntura, de qualquer advertência, não avaliam, acreditam em teses políticas como religioso crer na bíblia.
E este comportamento doente, se torna comum em quem é de esquerda ou de extrema direita, por infelicidades psicológicas, por dificuldade de se comunicarem com o mundo aberto, essas pessoas precisam de um mundo feito ao seu desejo, à sua necessidade e então aceitam as teses daqueles que lhe proporcionam esta fantasia utopista, sem avaliação critica, sem nenhuma leitura dos contrários se apegam a estas verdades absolutas e se tornam soldados terroristas dispostos a qualquer ato em defesa de suas doentes convicções.
O que assistimos acontecer hoje, com os políticos brasileiros, patrimonialistas de direita e de esquerda( todo esquerdista é patrimonialista), demonstra a falta de conhecimento das regras democráticas, não somente se trata de não respeitar, mas também de desconhecer organicamente o que é a democracia, arrogantes, estes políticos, administram a política como um meio para superarem sua pequena dimensão pessoal e amealharem fortunas, como podemos ver a fortuna de Eduardo Cunha, de Chaves, de Cristina Kirchner, de Fidel e seu irmão Castro, de Lula e seus filhos etc etc.
Quando então chega a hora de enfrentar a verdade de seus atos, apelam para a máxima de Sartre: o inferno são os outros.Ora, o inferno de cada um é cada um, mesmo os irmãos Castro, vão prestar conta de seus infernos aqui na terra, em algum momento, a democracia é inevitável quando o ser humano se torna civilizado e busca a comunhão, o bem viver e acima de tudo viver de seu próprio suor.

www.ronaldobragas.blogspot.com.br
Ronaldo Braga

Nenhum comentário: