quarta-feira, junho 29, 2016

 JUSTIÇA AMERICANA SE APROXIMA DA CONDENAÇÃO DA PETROBRÁS
 
Paulo Bernardo, Vaccari, José Dirceu, Chambinho, Delcídio, Vargas: são homens presos, mas são mais que nomes, são celulas por onde o Brasil viu sangrar sua força econômica e moral, são pessoas a serviço do crime e do pior crime, que é a destruição da democracia, o domínio total de uma nação, subjugada aos pés de um partido único, colocando o povo na coleira com informações oriundas apenas de uma imprensa oficial. 
O Brasil assistiu em 2003 a posse de um governo de esquerda e todo um discurso utópico, já varrido do mundo, por fracassos e pela destruição completa da forma civilizada de vida de um povo, o país então, com a posse do Lula, pôde na carne sentir os primeiros anos deste governo, com a tomada do estado, pelos senhores do engenho,  e no mensalão, era a democracia que golpeada sentia a ação de ditadores disfarçados em salvadores do povo.
O Mensalão, mesmo sendo uma forte ação contra o povo, uma marca do criminoso processo político petista, não foi suficiente, para derrotar no nascedouro um projeto que mais tarde iria destruir o país por inteiro, levando a nação brasileira para o buraco que se encontra hoje, e só não foi possível derrotar o projeto petista no seu nascedouro, por que uma boa parte da elite brasileira,   principalmente aquela formada por empresários patrimonialistas, que são parasitas e não conseguem produzir sem o apoio do estado e com o petismo ganharam bilhões de forma legal e ilegalmente e por políticos do psdb que nutriam e nutrem uma certa simpatia pelas ideias esquerdistas e mais a empatia do povo por uma falsa ideia de progresso e de uma pseudo melhora social, conquistada numa base nada sólida, que fatalmente desabaria, como desabou. Pois Lula conquistou um falso progresso baseado no endividamento pesado do estado brasileiro, recebeu o país devendo 600 bilhões entre divida interna e externa e entregou com uma dívida de quase 3 trilhões e meio, e além de toda esta tragédia, o petismo criou um processo de destruição das estatais, que era usadas para fazer proselitismo político e servia como balcão de negócios escusos na compra de apoio parlamentar e intelectual, de pessoas que aceitaram se vender, alterando suas compreensões da conjuntura, para caber na medida certa do projeto criminoso de Lula e da esquerda brasileira.
Era 2003, uma boa parcela da população brasileira feliz adentrou numa embarcação furada rumo ao desconhecido que hoje, 2016 significa, Petrobras quebrada, 12 milhões de desempregados, mais 13 milhões de famílias dependentes do bolsa família e um processo investigatório sem fim que é hoje   o lava-jato, que pode se transformar em um processo destruidor da política no Brasil, se o povo não tomar pé. Temos ainda, uma imprensa em sua maioria fazendo o jogo sujo da esquerda, e as policias militares criminalizadas, em uma ação temerosa de tornar o bandido uma vitima no país, quando juízes, promotores e supremo se transformaram em defensores de ações que resultam em apoio incondicional à pratica do crime e numa perseguição desenfreada ao trabalho policial, que agora é que é obrigado a viver acuado e anonimamente: o bandido pode tudo e a policia pode apenas morrer, nas mãos dos pobres senhores criminosos.
Agora, numa humilhação sem precedente e que vai causar mais prejuízo ao povo brasileiro, que sustenta o tesouro, com o imposto, estamos assistindo a justiça americana chegar a conclusão que a Petrobras causou prejuízo aos seus acionistas e investidores, pela ação da corrupção desenfreada e bilionária, realizada pelo PT, e por certo esta conclusão levará à Petrobras ser obrigada, quando julgada e condenada, a pagar uma multa pesada. Mas, seremos nós, o povo que pagaremos mais este ato dos companheiros vermelhos, endeusados por professores universitários, estudantes aloprados e historiadores desonestos.
A população brasileira acordou, mas ainda sonolenta corre o risco de ser enganada por um discurso esquerdista disfarçado e cabe àqueles informados, do verdadeiro teor do perigo da esquerda, de alertar, divulgar ideias liberais e ou conservadoras, conversar ao pé do ouvido e sempre contradizer um esquerdista, quando este estiver realizando mais um discurso mentiroso. Não podemos silenciar, o momento é de transição e se acontecer o nosso silêncio, podemos cair nas mãos de bandidos disfarçados de anjos.

Ronaldo Braga

Nenhum comentário: