terça-feira, março 22, 2016

Londrina grita contra pt e dilma


Centenas de pessoas aderiram à manifestação contra o governo Dilma na manhã desta terça-feira (22), no centro de Londrina. Os membros associados da Associação de Comercial e Industrial de Londrina (ACIL) paralisaram as atividades por meia hora, num movimento denominado "Fecha Londrina". 



Das 10h às 10h30, todos os comerciantes com estabelecimentos localizados na rua Sergipe, no centro, baixaram as portas e instalaram faixas nas fachadas das lojas posicionando-se contra a corrupção, o governo federal e o PT. Grande parte dos manifestantes vestia preto e levava cartazes contra a presidente Dilma e o ex-presidente Lula. 

"O impeachment precisa acontecer o mais rápido possível para que o país volte aos trilhos. Precisamos resolver essa situação porque o Brasil e a economia estão parados", disse Valter Orsi, o presidente da Acil, que, em ato simbólico, realizou o "enterro" da Dilma, do Lula e do PT. 

Agentes da Companhia Municipal de Trânsito e Urbanização de Londrina (CMTU-LD) orientaram o trânsito nas mediações da Avenida São Paulo e da Rua Pernambuco, durante o protesto. 

A Polícia Militar não soube informar a estimativa de público. A manifestação foi pacífica e, além de engajar os comerciantes, também contou com a adesão dos clientes. 



Em outros trechos da cidade, como avenida Tiradentes e Higienópolis, manifestantes também foram às ruas em prol da mesma causa. Na Gleba Palhano, por exemplo, funcionários da construção civil paralisaram as obras para manifestar. 

Rei Santos/Folha de Londrina
Rei Santos/Folha de Londrina


Rei Santos/Folha de Londrina
Rei Santos/Folha de Londrina


Rei Santos/Folha de Londrina
Rei Santos/Folha de Londrina


Rei Santos/Folha de Londrina
Rei Santos/Folha de Londrina


Colaboração/Abull Fabiano Batista
Colaboração/Abull Fabiano Batista


(Com informações do repórter Nelson Bortolin, da Folha de Londrina)

Nenhum comentário: