quarta-feira, março 23, 2016

BOULOS O VIOLENTO OFICIAL E DE JOELHOS

Olha, a esquerda sempre sai com este tipo de ameaça:
-  vamos parar o país, não vai passar e coisas e tal.
Quando eu era de esquerda,  1977 até 1982 e participava de algum movimento e ameaças como essa, eu lembro que a gente reunia dez gatos pingados, para um movimento que tinha previsão de durar meses, levava menos de dois dias e ao final daquele melancólico embuste, dava-se ao inicio a uma enxurrada de discursos inflamados e cheio de ódio à vida, onde era cantada a vitória, aquele fracasso total era chamado de vitória, pois esquerda sempre ganha e então a história era usada para provar que era inevitável o socialismo e a ditadura do proletariado. Pasmem, sim, eu lutava, quando era de esquerda, por uma ditadura. E é por ai que ia as baboseiras que eu dizia naquela época.
Hoje, ouvindo o Boulos, cheio de bolor, e suas arrogantes ameaças, me veio um pensamento, o que o Boulos não percebe é que a conjuntura é outra, naquela época havia a ilusão da esquerda ser melhor que a direita, ilusão essa tanto para o povo brasileiro quanto para quem não tinha informação, e eu não tinha informação concreta, só sabia o que a esquerda queria que eu soubesse,  havia naqueles anos, um patrulhamento a tudo que você lia e ouvia, ler Misses, nem pensar, era coisa de direita e merecia a morte, mas agora, é justamente contra a esquerda que a população se mobiliza, quando o Boulos for atrapalhar a vida do brasileiro em defesa do assalto, do desemprego e da ditadura do partido único, vai levar porrada institucional, pois para bandido é policia e exército, e não eu.
Boulos, faz o que mandam, mas também, prepara a sua narrativa de revolucionário, para depois ter discurso e tentar ser candidato, só que esta narrativa só vai servir para ele fugir, o Brasil não suporta mais este tipo de história, este tipo de biografia, ninguém quer mais valorizar aquele que diz que matou centenas de opositores, queremos gente que na democracia e na ideia, transforma, criando ou inventando técnicas para empregar e melhorar a vida do povo.
A esquerda não cria e nem inventa nada produtivo, só inventa formas novas de torturas, fuzilamentos sofisticados, e forma de opressão cada mais mais engenhosa para enganar oprimir o povo.
Chega de gente tacanha e assassina, chega de doente querendo falar de política e de administração pública, chega de gente mafiosa no controle da nação, agora é a hora dos mansos.
O Boulos precisa levar uns bolos, só pensa em encher aquela bunda gorda de dinheiro desviado do povo.

www.ronaldobragas.blogspot.com.br
Ronaldo Braga

Nenhum comentário: