segunda-feira, junho 29, 2015

Garoto & Carolina Cardoso de Menezes - Rato, rato (choro - 1944)

ESTA MÚSICA DIZ TUDO DO BRASIL ATUAL





Rato rato, ainda se ouve seu estrago

GAROTO

Aníbal Augusto Sardinha (Garoto) - Moreninha (1936)





ALÉM DE POLÍTICOS SUJOS E BANDIDOS COMO OS PETISTAS, O BRASIL TEM TAMBÉM MÚSICOS E MÚSICAS DE QUALIDADE

terça-feira, junho 16, 2015

tveja.com


Reinaldo Azevedo e Joice Hasselmann
O PT é a força de Cunha
parte 1







Reinaldo Azevedo e Joice Hasselmann
PARTE 2

Lula:
"Love is in the air"


domingo, junho 14, 2015

Dora Kramer

Infiel à 

origem

O ex-presidente Luiz Inácio da Silva falou ao PT, no 5.º Congresso, como se os fatos e os atos pudessem ser apagados por gestos de vontade ou por simples obra da conveniência. 
Na sexta-feira, em Salvador, Lula citou a campanha eleitoral de 1989 para lembrar aquele tempo em que “a gente vendia camiseta e adesivo de carro”. O intuito da recordação era o de incentivar os militantes a passear no passado, quando o PT, segundo ele, era vivido “com mais intensidade que hoje”.
O convite de retorno às origens inclui a ideia de levar os petistas a batalharem por doações individuais de dinheiro, a fim de “resolver parte dos problemas” do partido e – pelo que se depreende das intenções contidas na Carta de Salvador, principal documento do congresso – providenciar uma inflexão à esquerda. 
O que seria isso? Uma readaptação da política de alianças, deixando agora de lado partidos do centro à direita com os quais o PT se aliou para governar. Muito bem. Mas não foi a direção do Partido dos Trabalhadores que em 2002 resolveu adernar ao centro-direita justamente com a meta de parar de perder eleições?
Mais: uma vez no poder, aliou-se ao que de mais conservador existia sob argumento de que não havia outra maneira de governar. Nada contra, uma escolha ditada pelas circunstâncias. É de se conferir, no entanto, o que acha disso a militância que na época não foi consultada a respeito.
Outro problema: se o PT optou por um caminho para ganhar, como espera vencer voltando à trilha que o levou à derrota por três eleições?
Pode-se argumentar que os tempos são outros. Perfeito. Mas a mudança foi para todos. Lula também mudou. E a percepção que se tem dele também. Hoje já não conta com a aura do mito intocável. É um político investigado por suspeita de praticar tráfico de influência em favor da construtora Norberto Odebrecht.
Contra ele existem outras questões, a respeito das quais deve explicações não esclarecidas. Por exemplo, as doações daquela empreiteira ao Instituto Lula (a título de quê?) e uma reunião com Paulo Roberto Costa – corrupto confesso – em 2006 no Palácio do Planalto para falar sobre Petrobrás. Assim constava na agenda oficial. 
Para continuar lendo entre em:
http://politica.estadao.com.br/noticias/geral,infiel-a-origem,1705853

sábado, junho 06, 2015

KADEBOSTANY - Official Albumplayer - Pop Collection



KADEBOSTANY -
Official Albumplayer -
Pop Collection