quarta-feira, março 27, 2013

Eu gosto da contradição, eu gosto do afinado na desafinação, eu gosto da treva na luz, eu gosto do que me nega, eu gosto de não gostar. 
Então o que sei do que é o amor e o amar?
Sei dos encontros tão desencontrados, sei dos resvalos na pele e dos arrepios e dos disfarces, dos escondidos olhares, e amar era um esconde esconde, um jeito novo de mostrar o lado esquerdo da coxa, do movimento tão rápido, tão manhoso, sei do feito e tão desfeito, sei dos risos calados e colados.
E o que sei do que é o amor e o amar?
Sei das noites sem dormir, das bestas lembranças, das esperas sem espera. 
O que sei do amor e do amar?
Não me pergunte.
Amor e amar é tanto que nada é.


ronaldo braga

Nenhum comentário: