sábado, fevereiro 16, 2013

a instigante poesia de LEILA MARIA



De que adianta ser uma grande poetiza?
Pra que serve um poema bem escrito?
Sustentar o ego de um imbecil cidadão,
Que dorme e acorda no mesmo cotidiano?

Repito: poesia para mim não vale nada!
É como uma bosta de quadro que mostre as cores da Faber Castel
Vendido por bilhões de dólares na Wall Street.
É como uma banda que toca no Domingão do Faustão
E deseja seu disco de ouro vendendo um CD por 40 reais.

Pra que vale uma pedra poética se ela não estiver no meio do caminho?
Não tenho o interesse de falar de amor ou ódio enquanto pessoas são invisíveis
Não quero ser reconhecida por entender de gramática enquanto afundo na arrogância
Não tenho a pretensão de aparecer em livros literários,
E usar a arte para ganhar elogios.

Prefiro que decifrem minhas intenções
Se afoguem no que tenho a dizer
Ignorem as características da água.

Foda é quando a arte
Faz dos sonhos ameaças reais.

LEILA MARIA

Nenhum comentário: