terça-feira, novembro 13, 2012

PÓ & CIA

Não entendo você
Com ternos, gravatas
E eternas regras,
Sugestões impostas.

Sou feito de retalhos
Migalhas
E sorrisos.
Sou palhaço sem fronteiras,
Sou curinga com papel e caneta na mão,
Sou o novo, profundo e destemido.
Sou filho da puta da esquina
Sou querido pelos filósofos boêmios.

Sou pó & cia.
Sou  po-e-sia.

LEILA MARIA.
Leila Maria Uma jovem linda e que juntos com outros jovens labutam o escrever e traduzem em palavras os sentimentos que captam de uma vida recente e cheias de abismos, riscos, risos e lagrimas.
Leila Maria um grande beijo e saiba a luta é árdua e inglória.

Nenhum comentário: