segunda-feira, junho 20, 2011

sexta feira santa

O cara anunciou em uma emissora de radio que pretendia cometer suicidio na proxima sexta feira santa. E foi um sufoco, um pega pra capar se instalou na pequena cidade litoranea.
Suicidar em plena sexta feira santa era um pecado imperdoavel, esbravejavam velhas e feias moças por toda a zona comercial da cidade.
Uma passeata foi organizada e tambem um pedido de prisão foi encomendadado ao juiz que do alto de sua religiosidade assinou não somente a prisão como tambem providenciou um manicomio para aquele bandido que não respeitava o amor de cristo e nem velhas e crianças.
- É bom a gente esclarecer algumas questões, - ponderou o democrata,
- o rapaz não é bandido e muito pelo contario é um homem honesto e um medico que muito ajudou e ajuda os mais desfavorecidos desta pobre cida....
Os gritos de pecador, pecador, abafou a fala do politico e ele com medo de perder votos se abraçou a uma bandeira vermelha e defendeu a honra cristã.
- Sim ele é um bandido mesmo e dos piores atacou o democrata abraçado ao comunista mais perto que dizia em alto e bom som:
- O sangue de cristo tem poder, o sangue de cristo tem poder, o sangue de cristo tem poder. Todos comigo. Bandido. bandido.
O povo que gostava de aglomerações e de por algum instante não se saber vivo, ou melhor cuidar da vida dos outros por que trabalhador não tem vida mesmo, antes tem obrigações e ver a desgraça alheia faz a gente esquecer da nossa, gozava em um frenetico alvoroço e querendo sangue dizia.
- O juiz ta certo, o bom seria matar esse corno depois da semana santa.
O incrivel é que povo, politicos e autoridades só falavam em punir, prender matar e estropiar por respeito ao amor de cristo. Naquele dia, na tardinha umida da cidade pequena e litoranea dois rapazes amantes de cristo assassinaram o medico e foram absolvidos por terem feito o crime por amor a devoçao de cristo e do amor eterno de deus.
Juizes, delegados e politicos fizeram discursos na praça e o povo assistiu feliz toda a discussada de antigos inimigos que agora eram aliadaos em nome do amor de cristo do bem do povo e da salvaguarda da honra de velhas e crianças. Houve uma cena que o povo não percebeu é que vermelhos e facistas juntos no amor ao cristo, no fundo do palanque acertaram as bases da divisão do que sobrava das obras em andamento ou melhor das obras paradas. O povo esqueceu que nas escolas seus filhos nada aprendiam, que nos hospitais medicos ganhavam sem trabalhar e que ele o povo morria na fila de espera de clinicas e hospitais. Tudo isso era para o povo menor pois os politicos gostam da gente e respeitam nossa religião, o maldito suicida morreu e agora povo e politico cantavam a musica da vitoria e teve um politico sem um dedo que afirmou que nunca antes naquela cidade um governo protegeu tanto assim o povo.
Mas quem sabe a razão do medico querer se matar e justamente na sexta feira santa? Soube-se mas se evitou divulgação POR QUE segundo os politicos para não ajudar a oposição, que o medico tivera cassado seu diploma de medico por que se recusou a participar de uma opEração rouba o SUS. Ele ficou justamente assim por que a proposta veio do partido vermelho que ele na juventude tinha ajudado criar e que agora no poder fizera o milagre de transformar pobres em milionarios de uma eleição para a outra.
Depois de beber toda a cachaça da cidade o medico começou a dizer que naquela cidade povo e vermelhos era uma desgraça só e que ele se mataria em plena sexta feira santa que representava o amor de um povo ruim pelo seu deus fraco e mentiroso.
Bom aqui fico pois já observo olhares em mim e nesta terra vermelha quem não concorda acorda boiando morto no rio ou no mar.Pois agora tem tem tem: mais corrupçao, mais assassinato cirugico. FUI.

RONALDO BRAGA

Nenhum comentário: