segunda-feira, dezembro 06, 2010

O CORPO SEM ORGÃOS



O que nos calam?

Segredos bobos, bolos?

Ou a luz nos olhos dos mortos?


pois nem somente eu vejo

o chumbo torto

no teu amor manero.


O que se cala na vida

foi sempre e ainda

os toques.


Mas no espelho

inverso transversal do meu não-ser

entre o querer e o não querer

das sobras e das cautelas

nasce o corpo quente

em pele fria.


E se é somente e exatamente

faltas.


Mas,

por e tambem

qualquer outro lado

apenas

retoques.


rbraga


BANQUETE DE LIXO

raul seixas




Nenhum comentário: