sexta-feira, março 19, 2010

Cuba. Embargo. Brega e a ditadura começa a morrer

Acordei em um lugar muito barulhento. As pessoas com cara de fome tentavam se mostrarem alegres, e eu não entendia. Eu estava em uma casa velha e com aspectos de abandono, ao lado esquerdo um carro velho e inutil impedia a minha visão do campo, um rapaz de vinte anos ao meu lado insistia em querer saber o que eu fazia ali, e só depois de muita conversa ele me disse:
- Aqui temos que parecer fellizes, o senhor das mentes que se autodenomina de pai do sociaIismo, impõe a nossa felicidade, se não somos acusados de filhos de tio sam.
Eu então entendia aquela falsa felicidade exibido nos rostos de cansados e escravos homens, mulheres e crianças. Eles famintos seriam acusados de filhos de tio sam o rico. Mas como acusa-los sem a prova, perguntei ao rapaz
-Prova, vc é louco a prova aqui é a acusação quando ocorre, na verdade eles prendem e nada dizem. O preso quando não some, é solto trinta quarenta anos deppois.
- Mas até onde vocês vão suportar?
- Até o dia que não mais suportar. Veja bem meu senhor aqui em Cuba antes desses imperadores era um brega americano, hoje somos bregas de turistas do mundo todo, meninos e meninas de 9, 10 anos são prostitutuidos sexualmente para viverem e sustentarem suas familias. O brega continua, antes era por causa de Batista, hoje é por causa do embargo americano. Mas na verdade o embargo trabalha para os imperadores irmãos castros.
Anotei assustado os dados daquela ditadura e pensei que o brasil não poderia e não se tornará um covil para facistas vermelhos. sempre fomos atrasados em tudo e quando o mundo diz adeus ao cruel sistema mentiroso comunista que foi na russia um desastre iqual ao desastre nazista, alguns pensadores menores querem impor a nação um vergonhoso sistema que se baseia no puxa saquismo, na mentira e na escravidão.
Afinal a direita precisa de minha semiliberdade e enquanto a esquerda precisa de minha servidão, sem a escravidão a esquerda não resiste um minuto.
Olhei em volta da casa e soldados guevaristas se preparavam para mais um assassinato.

ronaldo braga

Nenhum comentário: