domingo, outubro 04, 2009

poema da duvida

eu busco a palavra certa
para saturar a minha dor,
e busco
na dor certa
o mundo de um poema.

o meu poema
em verso torto
chora toda certeza

e
soletra a mentira
em garrafais gestos de carinhos.

ronaldo braga




ronaldo braga 4 outu 2009

8 comentários:

Marcia Barbieri disse...

"o meu poema
em verso torto
chora toda certeza", adoro esses versos...dialogando com as incertezas da vida.

beijos ternos

Luciano Fraga disse...

Braga, sairá no blog amanhã, farei uma homenagem com este poema, abraço.

Zinaldo Velame disse...

Bela escrita, Ronaldo! Abraço!

pianistaboxeador21 disse...

Já tinha lido antes, mas não sei porque não tinha comentado.
A linguagem que comenta a linguagem.
bonito.
Abração

anjobaldio disse...

Muito bom Ronaldo. Grande abraço.

Diego Pinheiro: disse...

Que poesia bela, professor!
Posso usar ela na encenação de "Gaiola"?

Abraços

Diego Pinheiro: disse...

De qualquer forma, vou postar lá no blog do Teatro Base, viu?!
rs...

Abraços, professor...

Aprendiz disse...

Metapoema! Quase todos são belissimos. Como este seu.