sábado, fevereiro 07, 2009

POEMAS INÉDITOS DE LINALDO GUEDES

O sexto personagem



dorian gray com trajes de alferes

diante do espelho não o horror aos próprios vícios mundanos
mas a saudade dos rapapés
e dos escravos
e dos mimos de tia marcolina

duas almas filosofando
sobre a eliminação humana:
never, for ever!- for ever, never

enigmas machadianos espatifados pelo leitor,
sem réplica jacobina.


Matraga



matraca silenciosa
liturgia de augusto
remoendo
moendo
doendo
moenda
- bagaço de homem no altar dos sertões

de repente, a hora chega
pai, filho e espírito santo
agora só quero rezar


(a) caba (que é) marcado



sou um homem marcado

marcado para doer

gado preso no curral
quando não, abatido

comendo baudelaire
na erva daninha de meu capim.

Linaldo Guedes
jornalista e editor do Correio das Artes da Paraíba. e-mail: linaldoguedes@uol.com.br

12 comentários:

Luciano Fraga disse...

Poesia de verdade,abraço.

Braga e Poesia disse...

pois é fraga, o linaldo é a poesia com cheiro de poesia.

Anônimo disse...

Conheço a poesia de Linaldo Guedes há algum tempo. Desde o antológico:"“Os zumbis também escutam blues e outros poemas” em 1998," passando por "Imtervalo Lírico" que este poeta nascido em Cajazeiras (Alto Sertão da Paraíba), me encanta. É UMA POESIA TELEGRÁFICA COM CHEIRO DE NORDESTE E DE ALVO PRECISO. COMO EDITOR DA REVISTA CORREIO DAS ARTES É GENEROSSÍMO. NÃO DESCRIMINA POETAS, FAZ UM MUTIRÃO DE AJUNTAMENTOS. FICO FELIZ EM VER A POÉTICA DE LINALDO SENDO PUBLICADA NO BRAGAS E POESIA. ABRAÇOS, MIGUEL CARNEIRO.

Anônimo disse...

EM TEMPO:

LEIA-SE: "INTERVALO LÍRICO"

MIGUEL CARNEIRO.

Braga e Poesia disse...

é isso miguel a poesia do linaldo manda no bragas e poesia

Adriana disse...

Achei interessante o ritmo dos poemas e a forma meio irônica e leve com que ele trata as coisas sérias da vida , e a poesia permeando tudo. Muito bom. Abraço.

Braga e Poesia disse...

adriana o linaldo é um poeta que não precisa de muitas pelavras. sua poesia é espetacular.
veja no youtube INTERDITADO, são gravações de poemas lidas por mim lá tem a poesia do linaldo e do luciano fraga entre outros.
bjos e pareça sempree por aqui.

Marcia Barbieri disse...

Eu gostei muito das poesias. Sempre é prazeroso visitá-lo.

beijos sempre ternos

Braga e Poesia disse...

o prazer é meu encontrar seu comentário aqui.

Linaldo disse...

poeta, vc sempre me emociona com sua generosidade. obrigado pelo publicação dos poemas e pelas referências à minha poesia

Braga e Poesia disse...

querido linaldo, sou apenas honesto com sua escrita.

Anônimo disse...

LINALDO QUERIDO,
AINDA AGUARDO O TEU ENVIO DA REVISTA DO CORREIO DAS ARTES ONDE SAIU O ARTIGO DO POETA ILDÁSIO TAVARES SOBRE MEU LIVRINHO: "O CORONEEL JÁ NÃO MANDA MAIS NO TRECHO". O ARTIGO SE CHAMA "CANCÃO DE FOGO RIDES AGAIN". UM ABRAÇO!MIGUEL CARNEIRO