quinta-feira, janeiro 01, 2009

DEUS É MUDO SURDO E CEGO OU CUMPLICE DESSE ESTADO NAZISTA E TERRORISTA CHAMADO ISRAEL?





Israel, que se diz povo escolhido por Deus, mata crianças, velhos e doentes em uma guerra covarde. Israel que não quer devolver as areas ocupadas, e não permite aos palestinos um minimo de qualidade de vida deseja que o povo palestino não lute pela sua sobrevivencia e recuperação tanto de seus territorios, quanto de sua autonomia politica.
Israel é um estado terrorista e apoiado pelos EUA, vem fazendo de assassinatos sua politica externa, Israel, vem matando todo dia milhares de palestinos com o silencio desse novo engodo americano o Obama e com o apoio do ocidente, ainda bem que o governo brasileiro tomou uma posição de apoio aos palestinos.
É esperado uma ação dos arabes, contra esse governo nazista. Fica uma pergunta:
Porque os judeus foram persequidos por varios povos ao longo da sua história?
A resposta ta na forma que esse povo encara os outros povos, primeiro eles se chamam de povo escolhido por Deus e na sua falsa história coloca golias como filho do diabo e david como filho de Deus. Na verdade o que nós vemos é um estado terrorista que mata crianças e não permite aos palestinos viver sua propria vida.
Aos palestinos não resta outra opção senão recorrer à violencia pra dizer ao mundo que eles, estão sendo mortos, roubados e humilhados pelos pretensos filhos de deus, o estado nazista israel.
Israel precisa ser julgado pelo mundo como um estado terrorista, nazista e ladrão.
Daqui nosso total apoio a causa palestina.

ronaldo braga

Um comentário:

Luciano Fraga disse...

Braga,há poucos dias terminei de ler um livro que toca nesta ferida e propõe de forma clara o fim das religiões e todo o criacionismo que os cercam e que em nome destas invenções, matam, torturam, dominam e promovem a guerra.Algumas religiões confundem as pessoas, quando nos faz imaginar que as nossas preocupações e aflições diárias são morais, quando não são e assim permitem que ocorra por exemplo o genocídio(vide a camisinha), boa reflexão, grande abraço.