segunda-feira, abril 21, 2008

a poesia explosão de luciano fraga

Pronta para o abate,
minha alma sofreu uma fratura exposta,
perdi a noção do que é alegria,
de uma forma ou de outra,
não escrevo poesias para final de telenovelas,
nem para pleitear uma vaga no céu de brigadeiro,
antes,
quero execrar minhas mazelas,
e expor as costelas ao machado do açougueiro...
Eu não preciso de platéias.

LUCIANO FRAGA

7 comentários:

Braga e Poesia disse...

caro Luciano DEVEMOS ESTÁ sempre pronto para o abate, principalmente o nosso.

Aparelho de DVD disse...

Hello. This post is likeable, and your blog is very interesting, congratulations :-). I will add in my blogroll =). If ossible gives a last there on my blog, it is about the Aparelho de DVD, I hope you enjoy. The address is http://aparelho-dvd.blogspot.com. A hug.

Chico Vermelho do corta jaca disse...

Pensou que eu tinha morrido? Estou de olho...

Anônimo disse...

Ronaldo,tome cuidado com estes falsos chicos,o verdadeiro sou eu: chico do rolete,estou de olho em você,acompanhando seus passos.

Anônimo disse...

Eu chico do rolete,aceito um duelo com qualquer um dos outros chicos(azul,vermelho e esse novato e amador,o de turíbio),pode até ser lá no balcão mesmo,minha arma são taliscas de bambu.

Ruela disse...

belo poema do Luciano,

abraço.

On The Rocks disse...

belo perfil do buenas lf. curto e certeiro. abs
http://buenasrocks.blogspot.com