quinta-feira, junho 21, 2007

SONHO DE UMA MÃO ELÁSTICA

Quisera que minha mão alcançasse infinitos quilômetros…
Se,
Se minha mão tivesse essa elasticidade inexistente, me levaria até teu pelo.
Com a mesma ansiosa elasticidade,
te acariciaria os cabelos escuros, suaves e leves.
Aproveitaria a oportunidade de roçar-te na cara, de desenhar teu nariz e tapar-te os olhos cansados, de acalmar teus lábios silenciosos, fatigados.
Desejaria que minha elástica mão também tivesse olhos,
para não esquecer-te,
para recordar como dormes e para ver tua cara sentindo minha mão em teu pelo
(Ou teu pelo em minha mão).
Quisera também que minha flexível e elástica mão tivesse uma boca,
para sussurrar-te na pele, cara e pelo
para limpar-te de um sopro tudo o que não tenha passado desde que não te tenho
e tudo o que não passou enquanto te tive
e tudo o que sem ter-te passou…
e tudo…
Desejaria que minha plástica mão detivesse o relógio que te acompanha,
Que de um golpe freasse os segundos que enlouquecem teus minutos e
te carregasse um tempo mais longe …
enquanto eu faço esses minutos
espero as noticias que traz minha mão de teus segundos convexos
e não durmo…
Como gostaria!
Que as fibras elásticas de minha elástica mão pudessem fazer tudo aquilo,
Que não seja um vão pensamento, nem um recordar tua pele
Porém…
A elasticidade (real) de minhas mãos, se limita somente a escrever,
há barreiras no tempo, no espaço, no silêncio…
E se fosse a tua mão?
Viria buscar minha mão para que acalmasse teu pelo?


POESIA DE Piera Pallavicini
tradução para o português- ronaldo braga

2 comentários:

Braga e Poesia disse...

Piera é uma poeta que canta o amor, a paixão e o sentimento de perda da pessoa amada. é uma poeta que apesar de muito jovem, tem em seus versos o calor da maturidade.
do chile para o mundo.

Piera disse...

ronaldo! hola..gracias una vez mas por la traduccion..te mando un cariñoso saludo!