quarta-feira, junho 06, 2007

NÃO OLHE A HORA

Vou ver-te a cada dia
e, "como ladrão na noite"
entrar nas pontas dos pés
para não despertar dos ninhos
as aves vizinhas.

Sou a primeira brisa
que te beija a fronte
sou
Quem descobre o véu
e o deixa no esquecimento.

Não contes os instantes,
não me indiques
porque sou somente uma seta
entre mil caminhos
que terminam sempre em aberturas.

Não digas a ninguém que te adoro
não entenderiam.
Poucos pretendem
"sabedoria de todas as coisas"
para ser digno aviamento das almas.

E se ver que já não ficam SALOMONES entendidos
porém te chovem faíscas como doações,
se em tua casa não cabe nem um alfinete
e continuas hospedando corações
não vejas fora, não olhes a hora.

Vou ver-te a cada dia
e "como ladrão na noite"
te levo.


SALOMONES- Referencia ao rei Salomão

poesia de GRACIELA MALAGRIDA
Trad. de ronaldo braga
Veja o blog de Graciela Malagrida:
http://uni-versovirtual.blogspot.com/

Um comentário:

graciela malagrida disse...

No deja de sorprenderme el cuerpo que toman los poemas en portugués. Es sin lugar a dudas, valor agregado, espiritualidad que viaja de corazón en corazón.
Muchas gracias Ronaldo, que Dios te bendiga aun más.