segunda-feira, janeiro 01, 2007

Perfume

Existe uma certa semelhança
entre os dias de hoje
e os girassóis da infância
O sorriso de vitória sobre os medos.
A chuva grossa encharcando as rosas
o perfume da terra que subia
ascendendo os rubis sob o vestido
a minha avó colhia anis pelas sacadas e separava as ervas
pelo cheiro
Assim aprendi poesia
o verbo e as ervas
em segredo
O mistério dos arrebóis em cada verso.

Patricia Mendes

3 comentários:

Anônimo disse...

Eu adorava minhas avós e meus avôs. Sempre arquétipos de meus devaneios. Pat consegue transmitir a ausência misteriosa que foi embora, e deixa nossas noites tristes prá porra.................

ronaldo braga disse...

senhor anônimo, suas palavras são facas certeiras no peito do mundo,

lucianofraga disse...

Não tive oportunidade de conhecer meus avós maternos.Ele compositor,músico,tinha um piano em casa. Por esta,a vida não teve Dó de mim.Concordo com RB,"a faca foi certeira em meu peito" fica então para a próxima...