quinta-feira, janeiro 04, 2007

o amante das flores

nas montanhas de Valkeri
entre
os inflamados pavões reais
encontrei
uma flor
tão grande
como minha cabeça
e
quando me aproximei para
observa-la,
perdi:
um pedaço da minha orelha;
um olho;
e a metade
da carteira de cigarros.
regressei
dia seguinte
com a
intenção
de cortar
aquela maldita coisa,
porem
a encontrei
tão bela que
em troca
matei
um pavão real.

Charles Bukowski
( E U A)
tradução- ronaldo braga

Um comentário:

Mario Ferreira de Guillar disse...

extranha essa poesia,coisa de maluco