quarta-feira, novembro 29, 2017

EXCLUSIVO! Augusto Nunes entrevista Jair Bolsonaro l Revista VEJA (27/11/2017)




Jair Bolsonaro mostra capacidade e vivacidade.
Então é melhor mesmo já ir  se acostumando


segunda-feira, setembro 25, 2017

quarta-feira, agosto 30, 2017

Raspa do tempo

Fico nas tardes dos meus sonhos
apanhando a raspa do tempo
memória das coisas simples mordendo minha alma
nas chuvas, nos frios e nas mangas rosas e espadas.

Espadas, rojões e fogueiras...

Lembranças dos insetos nas gramas do meu quintal
fissuras rompendo barreiras
olhar por cima dos muros, saltando cercas.

Era tempo da liberdade, experimentos, cortes e sorrisos.

A solidão era o descanso necessário
a dor o canto da batalha.

E a noite nas conversas com os velhos
o passado era um futuro desvendado.

Ronaldo Braga

terça-feira, agosto 22, 2017

EU SÓ POSSO SER ISTO

Meu texto é um isto 
e disto eu não posso viver, 
isto apenas me permite respirar, 
isto insiste em me caducar.
Meu texto é um ajuntamento de faltas, 
palavras soltas me inspiram , e 
sem dó nem piedade, 
maltrato letras, frases e sentenças, 
.
Já perdi todos os  pontos e exclamações, 
não foi para confundir, dificultar 
outros além de mim. .
 Aprendi que o fácil já morre pronto e 
minha pressa 
apressa a sede das pontuações e 
some nos interrogatórios  dos  meus imperfeitos não textos formais.
E isto é esquisito, 
pois isto insiste em acordar, em beber e vomitar 
e isto só não morre por não prestar.
Meu texto é isto. 
Ou isto sou eu? 
Não alimento esta dúvida pois nisto vivo eu.

O amor é a melhor de todas as bobagens, 
oh que bobagem.

 
Mas que importa a morte se ela é certa,?
 
Deixa errar minhas letras, deixa a esmo meus escritos, 
deixa que o leitor mais caduco, possa juntar a seu modo minhas manhas  
não por admiração, mas por  se fartar nas minhas faltas e 
nos meus absurdos. 
Que surto.
 
Tentaram corrigir este, 
só permitir pela metade.
Sou metade canalha?
Qual metade canalha sou?

domingo, agosto 20, 2017

BRASILNÃO SERÁUMA VENEZUELA

Estamos assistindo um espetáculo deprimente pelo Brasil, a esquerda com a intolerância dos totalitários e sua conhecida repulsa pela democracia, vem agredindo quem fala o que a esquerda não quer ouvir, revelando seu caráter fascista e acima de tudo mostrando que no poder, quem não concorda com as ideias da esquerda é tratado como criminoso e acaba preso ou fuzilado. Estamos vendo o que acontece com a Venezuela que segue o padrão Cuba e vem matando os jovens, homens e mulheres que se atrevem a discordar do podre Maduro.
Quando um grupo de marginais travestidos de militantes sociais se unem para impedir alguém de falar, estamos diante de um perigoso retrocesso político, pois a liberdade de expressão deve ser respeitada e devemos ouvir e apresentar a nossa discordância e não impedir a qualquer custo a fala do outro diferente de nós. Mas a esquerda só apoia o diferente se ele for igual ao seu discurso, então bater em mulher é proibido se ela for de esquerda, mas se não pode bater a vontade que não é crime. A  esquerda só é contra a tortura se o torturado for dos seus quadros, em Cuba ou na Venezuela tortura é coisa boa, pois os torturados não são esquerdistas.
A democracia não tem lado, quem comete crime tem que ser condenado, seja Lula, ou Aécio, mas para a esquerda só pode ser condenado quem não é de esquerda, condenar um esquerdista ladrão a cadeia é perseguição na doente visão esquerdista.
Eu já venho dizendo aqui no meu blog que em breve o Lula falaria e somente os loucos e os comprados estariam dispostos a ouvir a ladainha suja e repetida do ladrão mor da esquerda e esse tempo já chegou, na quinta feira ultima dia 17 de agosto esperando o ônibus em um ponto lotado, na avenida Ademar de Barros, Ondina, Salvador eu ouvir uma mulher dizer para outra -
- Eu ir pra fonte nova ouvir o Lula? Ora tenho mais o que fazer. Ele tá milionário e eu tenho que esperar um ônibus lotado depois deum dia de trabalho, meu dinheiro eu ganho suando e ele ganhou o dele roubando.
O povo sabe a diferença, e sabe que dizer que defende o trabalhador não a mesma coisa que defender, e na Bahia em um dois de julho histórico a multidão cantou -
-O PT ROUBOU, ÔÔÔÔ, O PT ROUBOU Ô.
Vivemos dias históricos e percebemos que a política começa a ficar acirrada, de um lado o povo cansado e nervoso, começa a se impacientar com a cara de pau do Lula e seus comparsas e de outro os esquerdistas fazem de tudo para impedir que as pessoas possam livremente expressar seus ideais. Em  movimentos de grupos de negros esquerdistas, você nada pode dizer e já é chamado de racista, mas esses mesmos movimentos dizem o que querem contra os brancos e acham que pode falar o que quer e impedir os outros de falarem, da mesma forma acontece com os movimentos esquerdista de gays,  esquerdistas de lésbicas: a intolerância é a marca maior e não a defesa real da causa que fingem defenderem. Chega, o Brasil precisa sim de uma discussão acerca das liberdades sexuais, mas sem que a minoria queira enforcar a maioria, pois se não concordamos com a maioria sufocar a minoria, não podemos aceitar o contrário, é hora de equilíbrio e de ouvir o diferente, de ponderar e buscar saídas para impasses, não de guerras pois a guerra só interessa à esquerda que adora viver em cemitérios.
Não tem essa de negro ser bom e branco ser ruim, nem o contrário, temos que buscar a solução para uma educação e uma economia que possa abarcar a sociedade e que cada um faça o seu melhor pois ninguém pode ser sustentado pelo outro e se no Brasil o branco escravizou o negro no Egito e e em toda África os negros escravizaram outros povos incluindo brancos e negros pois é a escravidão um mal do humano e não do branco. Com mentiras não chegaremos a lugar nenhum.
O que precisamos é de uma economia livre para que todos possam trabalhar e de uma vez por todas sepultar esta ideia de estado forte, forte tem que ser o ser humano que é a unidade superior da humanidade.Precisamos de democracia e de ideias que defendam a liberdade e aceite o contraditório.


Ronaldo Braga